“Bolsonaro vai perder se apostar no radicalismo” avalia ACM Neto

Mais Lidos

Morre Ator Eduardo Galvão vítima da covid-19

O ator Eduardo Galvão, de 58 anos, morreu na noite desta segunda-feira, 7, em decorrência da covid-19. Ele estava internado no hospital...

Vacinação contra Covid-19 em SP começa no dia 25 de janeiro

Segundo cronograma divulgado nesta segunda (7), profissionais de saúde, quilombolas e indígenas serão os primeiros a receber a dose. Vacina desenvolvida por...

Empresas de Feira de Santana divulgam vagas de emprego para segunda-feira 07/12

Empresas localizadas na cidade de Feira de Santana, a cerca de 100 km de Salvador, divulgaram as vagas de emprego disponíveis para...

Bahia registra 30 óbitos e 4.080 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 4.080 casos de Covid-19, representando uma taxa de crescimento de +1,0%, e 3.708 recuperados....

Para o prefeito ACM Neto, o presidente Bolsonaro terá problemas se ele não aposentar o tom de confronto nem reorganizar a articulação política com o Congresso. “Bolsonaro vai perder se apostar no radicalismo”, e também acrescentou: “O Centrão, sozinho, não tem voto para entregar ao governo”, disse o prefeito ao jornal Estadão.

Neto ainda admitiu o interesse em disputar o Governo do Estado em 2022. “Hoje eu me sinto apto a discutir tanto projetos da Bahia quanto nacionais. O mais provável é que meu projeto seja disputar o governo da Bahia”, declarou.

Na entrevista, ele defendeu uma aliança de partidos de centro e centro-direita na disputa presidencial de 2022 e afirmou que o apresentador de TV Luciano Huck pode ser “um bom quadro” para um projeto futuro.

“Eu tenho uma relação muito boa com o Luciano Huck. É uma pessoa que conhece os problemas do Brasil, tem espírito público. O Luciano pode ser um bom quadro para um projeto político no futuro? Pode. Agora, nada disso pode ser transformado em compromisso político, em discussão sobre filiação partidária, em sinalização de candidatura”, afirmou.

ACM aproveitou ainda para negar que o partido que é presidente, o DEM, tenha um acordo para apoiar o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), ao Planalto. “O DEM não está fechado com Doria nem com Huck nem com ninguém”, afirma.

Perguntado pela publicação sobre sua opinião sobre críticas em relação à possível reeleição de Rodrigo Maia à presidência da Câmara e de Davi Alcolumbre ao Senado, ambos do DEM, Neto se limitou a dizer que “não me cabem manifestações agora”. O assunto está sendo julgado pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

- Advertisement -

Mais Artigos

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisement -

Notícias Recentes

Morre Ator Eduardo Galvão vítima da covid-19

O ator Eduardo Galvão, de 58 anos, morreu na noite desta segunda-feira, 7, em decorrência da covid-19. Ele estava internado no hospital...

Vacinação contra Covid-19 em SP começa no dia 25 de janeiro

Segundo cronograma divulgado nesta segunda (7), profissionais de saúde, quilombolas e indígenas serão os primeiros a receber a dose. Vacina desenvolvida por...

Empresas de Feira de Santana divulgam vagas de emprego para segunda-feira 07/12

Empresas localizadas na cidade de Feira de Santana, a cerca de 100 km de Salvador, divulgaram as vagas de emprego disponíveis para...

Bahia registra 30 óbitos e 4.080 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 4.080 casos de Covid-19, representando uma taxa de crescimento de +1,0%, e 3.708 recuperados....

Lula, Evo e Fernández lamentam morte de Tabaré Vázquez, ex-presidente do Uruguai

Autoridades uruguaias e lideranças de diversos países expressaram luto e solidariedade aos familiares do ex-presidente do Uruguai Tabaré Vázquez, que morreu na madrugada deste...